14 e 15/9 SÃO PAULO

José Aníbal, presidente do Instituto Teotônio Vilela

Seminário reflete a vitalidade democrática e a necessidade de construir respostas aos desafios contemporâneos, diz José Aníbal

O presidente do Instituto Teotônio Vilela, José Aníbal, avaliou que os debates do seminário Desafios Políticos de um Mundo em Intensa Transformação deixaram clara a vitalidade da democracia, a importância das reflexões e a necessidade constante de busca por respostas. Em sua participação na mesa de encerramento do evento, promovido pelo Instituto Teotônio Vilela e pela Fundação Astrojildo Pereira, ele destacou que a solução para os problemas conjunturais do Brasil, como corrupção e má gestão, não virá por uma via salvacionista, mas por uma saída técnica e pela política.

“A ideia é olhar para frente. Aqui não faltaram diagnósticos e conseguimos alguns avanços no que diz respeito às respostas. Ficou claro que temos uma democracia no Brasil que está funcionando. Há divergências de posições, mas está certo que precisamos de um grande acordo para tirarmos o país desse momento de crise”, afirmou.

Aníbal citou o exemplo de Emannuel Macron na França, atual presidente do país europeu. “Ele não venceu as eleições porque saiu do governo Hollande, mas porque tinha um programa para o país”. “Macron foi ministro da Fazenda do governo Hollande e ajudou a implementar algumas mudanças importantes para e economia francesa, como a reforma trabalhista. Já como presidente, questiona o sistema financeiro, defende a tributação da renda como forma de combater as desigualdades. Está fazendo o que precisa ser feito”, disse.

O presidente do Instituto Teotônio Vilela destacou que é preciso haver maior participação tanto da juventude como dos políticos com mandato eletivo. Aníbal lembrou ainda que todo o conteúdo do seminário está disponível no site do evento e que tanto o ITV quanto a FAP produzirão sínteses e outras publicações relacionadas aos debates.